A primeira morte por sarampo em 2020 já foi registrada em São Paulo

Por Rômulo Loiola

Segundo a Secretaria de Saúde da capital paulista em 2020 já foi registrada a morte de uma criança em consequência da doença. No entanto, outros 246 casos de sarampo já foram confirmados na maior metrópole do país.

No ano passado foram 17,5 mil registros com 14 mortes em São Paulo em decorrência da doença. O governo se apressa para evitar maiores complicações e antecipou o início da vacinação no dia 10 de fevereiro.

A maior preocupação é em vacinar a população entre 05 e 19 anos de idade que ainda não tenham recebido nenhuma dose da vacina tríplice viral, que serve para imunizar não só o sarampo mais também a rubéola (catapora) e a caxumba (papêra).

Qualquer posto de saúde vai estar preparado para atender a população dessa faixa etária que deverão procurar os locais de saúde até o dia 13 de março para receber a vacinação.

Segundo dados do Ministério da Saúde em todo o Brasil foram registrados 13.489 casos de sarampo no ano de 2019 até 23 de novembro. Os estados que lideraram as maiores incidências foram de São Paulo e Paraná.