Juntos e misturados: o passado bate à porta

Por Mino Pedrosa

O discreto restaurante aos fundos do comércio no bairro Sudoeste em Brasília recebeu um grupo seleto de fiéis escudeiros do ex governador do DF, José Roberto Arruda, grande parte, super secretários no governo Ibaneis Rocha.

Acontece que não precisa ser da família de dípteros para ouvir o que foi conversado durante o rega-bofe.

Os super secretários do GDF, que se dizem fiéis ao Governador Ibaneis, José Humberto Pires o “pezão”, André Clemente Lara de Oliveira, o dono dos cofres do GDF, o ex deputado distrital Benício Tavares, o “o ninja”, o pandorista e ponta de lança da Ministra Flávia Arruda o famoso cafetão, Fábio Simão e outra pessoa não identificada, não perceberam a presença deste jornalista, que preferiu passar despercebido, e acompanhar de perto a intimidade entre eles.

Fábio Simão como uma “gazela” gesticulava incorporando o maestro nas articulações, Pezão demonstrava está em sintonia ao discurso de Benício e Fábio Simão, André Clemente marcava presença como gestor dos cofres do GDF e pré candidato a alguma coisa como deputado distrital, Federal ou quem sabe Presidente da República. Pezão sonha até com cadeira de vice no eventual governo de Flávia Arruda, já Benício e Fábio Simão com certeza tem que mandar nos cofres.

Em tempo, Fabio Simão armou barraca na residência do ex-governador José Roberto Arruda e trabalha arduamente nos bastidores para fazer de Flávia Arruda a próxima governadora do DF.

Como escrevi não precisa ser uma mosca para ouvir bem de perto a articulação dos citados comandada pelo ex governador e Pandorista Roberto Arruda “marido” da ministra do Presidente Bolsonaro, e candidata ao Governo do Distrito Federal Flávia Arruda. “A fotografia fala mais do que mil palavras.”