Drone encontra corpo de jovem arrastado por ondas na Praia da Sununga

O corpo de João Vitor dos Santos, que estava desaparecido no mar, foi encontrado na manhã desta terça-feira (9) em Ubatuba (SP). Segundo o Corpo de Bombeiros, ele foi localizado a cerca de 1,5 km do local do acidente, sentido Ilha Anchieta.

Os bombeiros faziam buscas pelo jovem desde o sábado (6), quando o instrutor de surfe foi ao litoral norte para gravar vídeos para sua página de esportes na web e foi arrastado pelas ondas na Praia da Sununga.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o corpo de João Vitor dos Santos, de 20 anos, foi encontrado por volta das 10h. O corpo foi avistado por um drone usado nas buscas e um bote dos bombeiros foi até o local para fazer o resgate.

O corpo foi levado para a Praia do Lázaro e será encaminhado ao Instituto Médico Legal de Ubatuba. A família fará o reconhecimento do corpo no IML.

Jovem que desapareceu no mar após ser atingido por onda em Ubatuba — Foto: Arquivo PessoalJovem que desapareceu no mar após ser atingido por onda em Ubatuba — Foto: Arquivo Pessoal

Jovem que desapareceu no mar após ser atingido por onda em Ubatuba — Foto: Arquivo Pessoal

Sumiço

O jovem praticava bodyboard com amigos na praia da Sununga, quando foi arrastado por uma onda por volta das 16h30 de sábado – o mar estava revolto, com ondas grandes. O momento do incidente foi flagrado por um comerciante que fazia imagens da prática do esporte no local (veja acima).

Após o sumiço, os bombeiros foram acionados e seguiram em busca no local e praias da região central desde então.

O jovem é do Guarujá e, segundo a família, atuava há três anos como instrutor de surfe em praias da região. Nas folgas ele costumava ir para Ubatuba para prática do esporte e, neste fim de semana, foi à cidade com amigos para fazer vídeos e fotos para alimentar a página que mantém na rede social. A intenção era divulgar o trabalho com esportes aquáticos.

João Vitor é o terceiro filho de uma família com quatro irmãos. Eles viviam juntos no litoral sul depois que a mãe morreu, em 2015.

Fonte: Quidnovibrasil/G1