Batalha no Iêmen deixa mais de 60 mortos nas últimas 24 horas

Pelo menos 61 combatentes (43 rebeldes e 18 pró-governo) morreram nas últimas 24 horas na batalha de Hodeida, a cidade portuária do Iêmen alvo de uma ofensiva das forças pró-governo que contam com o apoio da Arábia Saudita – disseram fontes médicas neste domingo.

Ainda parcial, esse balanço foi confirmado por uma fonte do governo.

Dezenas de combatentes rebeldes feridos foram transportados para Sanaa, a capital, e para a província de Ibb, indicou uma fonte do hospital militar de Hodeida.

Apoiada pela Arábia Saudita e pelos Emirados Árabes Unidos, a ofensiva de Hodeida começou em junho, mas se intensificou desde 1º de novembro com um balanço de mais de 400 mortos em ambos os lados.

Os huthis, que também controlam Sanaa, têm o apoio do Irã.

O Iêmen vive a pior crise humanitária do mundo, segundo a ONU.

Fonte: Quidnovibrasil/G1