Vacinação de graça contra a raiva no DF começa dia 14

Começa no dia 14 de setembro a vacinação contra a raiva para cães e gatos das áreas urbanas do Distrito Federal. A ação vai continuar no sábado seguinte, 21 de setembro.

Na primeira fase da campanha, que terminou no dia 31 de agosto, a Secretaria de Saúde imunizou 24.130 na zona rural do DF.

Nas cidades, serão abertos 219 pontos de vacinação na segunda etapa e 262 na terceira. A aplicação da vacina é gratuita (veja locais abaixo).

A Gerência de Vigilância Ambiental de Zoonoses da Secretaria de Saúde espera vacinar mais de 80% da população estimada de cães e gatos de Brasília.

  • 246.735 cães
  • 24.673 gatos
  • Total: 271.408 animais

O trabalho envolve 2,5 mil pessoas da Secretaria de Saúde, Emater e estudantes de Veterinária.

Vacina contra a raiva é preparada para aplicação em cachorro, no DF — Foto: Matheus Oliveira/ Secretaria de Saúde DF

Vacina contra a raiva é preparada para aplicação em cachorro, no DF — Foto: Matheus Oliveira/ Secretaria de Saúde DF

Regiões contempladas

14 de setembro (sábado – 2ª etapa)

  • Asa Norte
  • Cruzeiro
  • Fercal
  • Guará
  • Jardim Botânico
  • Itapuã
  • Lago Norte
  • Lago Sul
  • Núcleo Bandeirante
  • Paranoá
  • Park Way
  • Planaltina
  • São Sebastião
  • Sobradinho
  • Sudoeste/Octogonal
  • Varjão
  • Vicente Pires

21 de setembro (sábado – 3ª etapa)

  • Brazlândia
  • Ceilândia
  • Gama
  • Recanto das Emas
  • Riacho Fundo
  • Samambaia
  • Santa Maria
  • Taguatinga
  • Estrutural
  • Águas Claras

A doença

A raiva é uma doença infecciosa viral aguda, que acomete mamíferos, inclusive o homem, e se caracteriza por uma encefalite progressiva e aguda, com letalidade em aproximadamente 100% dos casos.

O vírus é transmitido do animal para o homem, principalmente através de mordida. Cães e gatos são os principais transmissores da raiva.

Segundo a Secretaria de Saúde, no Distrito Federal, o último caso de raiva em humanos foi em 1978. O último caso de cães diagnosticados com a doença foi em 2000 e, em gatos, em 2001.

Fonte: Quidnovibrasil/G1