Sob pressão Tite convoca seleção sem atletas de clubes brasileiros

O técnico Tite revelou nesta sexta-feira, 25, na sede da CBF, no Rio a lista de convocados da seleção brasileira para os amistosos contra Argentina e Coreia do Sul, marcados para 15 de novembro e 19 de novembro, respectivamente, ambos na Arábia Saudita. Em reta final de Brasileirão e Libertadores, o treinador optou por não levar nenhum atleta de clubes brasileiro. Com isso, promoveu a estreia de jovens em atividade no futebol europeu, como Rodrygo, do Real Madrid, e Douglas Luiz, do Aston Villa.

A maior expectativa da convocação girava em torno dos jogadores do Flamengo, que disputará a final da Libertadores, em Santiago, no Chile, contra o River Plate, no dia 23 de novembro. Os atletas convocados deveriam retornar ao Brasil entre os dias 20 e 21, o que dificultaria a preparação para a decisão. O clube rubro-negro solicitou diretamente à CBF que nenhum jogador fosse chamado. Tite, porém disse que não tomou conhecimento. “Dou minha palavra que não chegou a mim absolutamente nada do Flamengo.”

Entre os atletas do futebol local que tinham mais chances de ser chamados estão os flamenguistas Rodrigo Caio, Bruno Henrique, Gabigol e Gérson, os gremistas Everton Cebolinha e Matheus Henrique, o lateral Daniel Alves, do São Paulo, o goleiro Weverton, do Palmeiras e o meio-campista Bruno Guimarães, do Atlético Paranaense.

O treinador aproveitou para elogiar o time finalista da Libertadores e líder do Brasileirão. “Quero parabenizar o Flamengo pela grande campanha e bom futebol. Parabenizar o Jorge Jesus pelo trabalho que vem desenvolvendo. É difícil vir de outro país e desempenhar assim. É um momento mágico, a gente vai à rua e ao estádio, vê como o Maracanã ferve.”

Além de Rodrygo e Douglas Luiz, o técnico decidiu testar jovens como o goleiro Daniel Fuzato, da Roma, o lateral-direito Emerson, do Betis. O zagueiro Felipe, do Atlético de Madri, ganhou nova chance, assim como Willian, do Chelsea. Neymar, novamente lesionado, ficou de fora.

O time chega à série final de amistosos do ano pressionado pelos resultados ruins depois da conquista da Copa América. Desde então, o Brasil foi derrotado pelo Peru e empatou com Colômbia, Senegal e Nigéria. Nessas quatro partidas, a equipe fez quatro gols e sofreu cinco. Até o momento, Tite já comandou a seleção em 46 partidas, com 33 vitórias, nove empates e três derrotas.

Os 23 convocados da seleção brasileira:

Goleiros
Alisson (Liverpool)
Ederson (Manchester City)
Daniel Fuzato (Roma)

Laterais
Danilo (Juventus)
Emerson (Betis)
Renan Lodi (Atlético de Madri)
Alex Sandro (Juventus)

Zagueiros
Marquinhos (PSG)
Thiago Silva (PSG)
Felipe (Atlético de Madri)
Eder Militão (Real Madrid)

Meias
Arthur (Barcelona)
Casemiro (Real Madrid)
Fabinho (Liverpool)
Lucas Paquetá (Milan)
Douglas Luiz (Aston Villa)
Philippe Coutinho (Bayern de Munique)

Atacantes
David Neres (Ajax)
Roberto Firmino (Liverpool)
Gabriel Jesus (Manchester City)
Richarlison (Everton)
Rodrygo (Real Madrid)
Willian (Chelsea)

Fonte: Quidnovibrasil/Veja