Operação nacional da Polícia Civil busca foragidos por roubo, homicídio e estupro nos 26 estados e no DF

As polícias civis cumprem nesta quarta-feira (24) mandados de prisão no Distrito Federal e nos 26 estados em megaoperação para prender foragidos da Justiça (leia ao final da reportagem como foi em cada unidade da federação). Os alvos são acusados de crimes graves como roubo, homicídio e estupro.

Até a última atualização desta reportagem, não havia sido divulgado o balanço do total de presos no país.

A operação nacional, batizada de #PC27, é coordenada pelo Conselho Nacional de Chefes de Polícia Civil. “É muito importante que esses criminosos sejam retirados das ruas para que não voltem a delinquir”, afirma o delegado Robson Cândido, diretor da corporação no DF.

O nome da operação é uma referência à padronização de todas as polícias civis das 27 unidades federativas do país. Os mandados de prisão foram expedidos pela Justiça, após trabalho de investigação. Cada uma das polícias civis fez levantamento de inteligência para a operação.

Estelionatário do amor no DF

No DF, um dos presos é Josemar Souza, de 31 anos, detido em casa, na região de São Sebastião, a cerca de 22 quilômetros de Brasília. Ele é investigado por extorsão e, segundo a Polícia Civil do DF, teria seduzido uma mulher de 59 anos moradora da Asa Sul, região central da capital.

Os dois se conheceram em uma sala de bate-papo na internet e, de acordo com as investigações, mantiveram um relacionamento amoroso por WhatsApp por cerca de dois anos.

Nesse período, a vítima foi induzida a depositar quantias em dinheiro na conta. Depois disso, o suspeito passou a extorquir a mulher, ameaçando-a de morte e de divulgar fotos e vídeos íntimos dela caso não fossem depositadas novas quantias em dinheiro.

Saiba como foi a operação nos estados e no DF

Em Alagoas, 150 policiais participam da ação. O número de mandados expedidos no estado não foi informado até a última atualização desta reportagem.

Distrito Federal

Pelo menos 50 alvos de prisão temporária e preventiva até o início da manhã no DF.

De acordo com a Polícia Civil, no Paraná há 88 mandados de busca e apreensão e dezenas de prisão – o número exato não foi divulgado. Mais de 550 policiais civis participam da ação no estado.

Mais de 4,5 mil policiais participam da operação. Quase 100 mandados estavam sendo cumpridos no início da manhã.

A Secretaria da Segurança Pública do estado informou que cerca de 40 mandados de prisão estavam sendo cumpridos por volta de 7h30.

Fonte: Quidnovibrasil/G1