Câmara Legislativa desiste da compra de novos carros oficiais

Mesa Diretora da Câmara Legislativa (CLDF) desistiu, nesta quarta-feira (12/06/2019), de comprar cinco carros para atender o colegiado. A decisão foi motivada após o desgaste que a proposta de renovar a frota causou à imagem da Casa.

De acordo com a Secretaria-Geral da CLDF, os antigos veículos, adquiridos em 2012, serão leiloados. Já os recursos reservados para aquisição dos novos, R$ 449 mil, serão transformados em emendas.

“Nosso objetivo era renovar a frota oficial, mas, devido à repercussão, preferimos cancelar. Agora, cada deputado da Mesa que quiser deverá usar a verba indenizatória e alugar o carro”, disse o presidente da Câmara Legislativa, Rafael Prudente (MDB).

Segundo o distrital, as emendas com os valores dos veículos serão destinados para a compra de remédios e equipamentos. “Será por meio de uma emenda da própria Mesa Diretora para o Governo do DF”, anunciou.

Saiba mais

A CLDF havia lançado pregão eletrônico para aquisição de cinco carros oficiais. Os veículos seriam usados no transporte de distritais, integrantes da Mesa Diretora e servidores da Casa. A disputa foi arrematada por R$ 425 mil mil. A empresa vencedora já foi investigada por desvio de dinheiro público na execução de contrato com o GDF.

Os automóveis seriam modelo sedan, cor preta, quatro portas, 140cv e 16 válvulas. Além disso, precisavam ter ar-condicionado digital, airbags, rodas de liga leve aro 17 e sensor de estacionamento, entre outros itens exigidos no edital.

Ao justificar a aquisição, a CLDF afirmou ter feito estudos de viabilidade demonstrando que a aquisição de novos veículos sairia mais em conta do que os gastos com a frota atual, em razão da idade dos automóveis. De acordo com a Casa, os carros atuais teriam mais de seis anos de uso.

 

 

Fonte: Quidnovibrasil/Metrópoles