Após se entregar, Zé Dirceu é transferido para Complexo-Médico Penal

O ex-ministro José Dirceu (PT) foi transferido neste sábado (18/05/2019) para o Complexo Médico-Penal, em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. Ele estava preso desde a noite dessa sexta-feira (17/05/2019) na Superintendência da Polícia Federal, quando se entregou às autoridades com cinco horas de atraso.

Nesta manhã, Zé Dirceu foi examinado pela equipe do Instituto Médico-Legal (IML) e, em seguida, levado ao presídio em Pinhais. Para cumprir pena da segunda condenação pela Lava Jato, a defesa pediu que o petista ficasse preso na mesma cidade onde está o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Já condenado em uma primeira ação da operação a 30 anos, 9 meses e 10 dias de reclusão por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e pertinência a organização criminosa, Zé Dirceu agora deverá cumprir 8 anos e dez meses de prisão.

Ele é acusado de receber propina em um contrato superfaturado da Petrobras com a empresa Apolo Tubulars, fornecedora de tubos para a estatal, entre 2009 e 2012.

Apesar das condenações, o petista estava em liberdade por decisão da 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF), que concedeu habeas corpus a ele para que a prisão não se dê antes do esgotamento da análise de recursos.

 

 

Fonte: Quidnovibrasil/Metrópoles